sábado, 16 de abril de 2011

Axé Brasil, Axé Minas Gerais ♪


O Axé Brasil reuniu cerca de 70 mil pessoas, segundo a organização. O festival aconteceu nos dias 15 e 16 de Abril no Mega Space, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Foram 14 apresentações e mais de 16 horas de shows.

Uma grande estrutura foi montada no Mega Space, que recebe o evento pela primeira vez. O palco tem 60 metros largura, 18 metros de altura e um sistema de som de alta qualidade, semelhante aos que serão usados no Rock in Rio. A grande novidade para este ano é uma passarela circular ao redor do palco que vai aproximar os artistas dos público. Para fechar a noite de shows de sexta-feira (15), o estreante LevaNóiz vai subir em um trio elétrico no meio da pista entre os dois camarotes, um diferencial que promete esquentar a galera até o último minuto.

Na sexta-feira (15), a festa começou com o Ara Ketu. Larissa Luz aqueceu o público no início da noite. Depois, Tuca Fernandes, à frente de Jammil e Uma Noites, fez o último show da banda, que agora passa a assinar o nome do vocalista. Apesar da despedida, o clima foi de festa. O Chiclete com Banana foi a terceira apresentação da noite. Bell Marques, com o visual tradicional, cantou o sucessos da banda, depois de ficar sem a barba durante o carnaval. Já passava de meia-noite quando Ivete Sangalo fez o Mega Space tremer. Ela dividiu o palco com Xandy, do Harmonia do Samba. A cantora é sucesso no Axé e participou de todas as treze edições. Alinne Rosa, à frente do Cheiro de Amor, mostrou sucessos antigos e recentes. Cantou versões de alguns sucessos da música popular brasileira. A irreverência de Leo Santana à frente do Parangolé marcou o sexto show da noite. O vocalista disse que está cansado de ficar solteiro e que quer voltar à Grande BH em 2012 namorando. O primeiro dia foi fechado com a apresentação do Leva Nóiz, sensação do carnaval 2011. O sucesso "Liga da Justiça" foi interpretado por quase todas as apresentações do Axé nos dois dias.

No sábado, ainda com dia claro, a banda A Zorra abriu o segundo dia de shows do Axé Brasil. Leo Cavalcanti, que já declarou seu carinho por Minas Gerais, comemorou os dez anos do grupo e mostrou canções que estão no DVD de aniversário. O cantor Tomate foi a segunda apresentação e disse ao público que seu ''coração é mineiro". O Asa de Águia, mesmo com a saída do baixista Leví Pereira, manteve a alegria e fez um show que levantou o público na pista e nos camarotes. A quarta apresentação da noite foi Cláudia Leitte. A baiana desfilou beleza em cima do palco e inovou entrando vestida como lutadora. A bela disse que pretende adiar a segunda gravidez e gravar um DVD ao vivo ainda neste ano. No meio do show, Tuca Fernandes fez uma participação especial com Cláudia Leitte. A Banda Eva tocou seus sucessos românticos e emocionou o público. Saulo Fernandes também cantou sucessos do início da carreira do grupo. As baianas entraram e lavaram o palco de forma simbólica, para dar sorte. O Psirico, com a alegria de sempre, levou 60 dançarinos e 30 percussionistas para o palco. O público não arredou o pé e dançou todas as músicas. Alexandre Peixe encerrou o Axé Brasil de cima do trio elétrico, uma novidade no festival.

Fonte: globo.com

Um comentário:

my life my world disse...

Foi perfeito! O melhor evento de axe do planeta!